Uma surpresa diferente em Las Vegas

Quando se vai à Las Vegas você já tem uma ideia do que vai encontrar pela frente. Algo como festas all day long, cassinos, muita bebida, shows, luzes e loucos gritando “VIVA LAS VEGAAAAAAS” e querendo se casar tendo Elvis como celebrante. E é por bem por aí mesmo.

Não poderia ser diferente, então, que eu estivesse mega empolgada e esperando encontrar alguns muitos clichês quando fui à Sin City em 2013. E por mais que tudo o que eu imaginava de Vegas tivesse uma boa dose de realidade [é verdade que as pessoas gritam animadas ao andarem pela Strip, a avenida principal], as opções de entretenimento pelos hotéis, que são acessíveis e interminavelmente gigantescos, me impressionaram. São corredores e mais corredores com restaurantes e lojas temáticas, mas Vegas “esconde” coisas que você nem consegue imaginar. E são nessas horas que a gente tem certeza de que viajar é uma das melhores coisas do mundo: fazer suas próprias descobertas [de coisas que não estavam no roteiro de ninguém] é uma experiência pessoal muito surreal. E foi num canto inesperado do famoso Hotel Venetian que eu descobri a incrível galeria fotográfica de Peter Lik.  Nunca ouviu falar nele? Você com certeza irá.

Peter Like Viza Travellers

O australiano é o mestre das fotografias de natureza e paisagens panorâmicas. É dele o recorde de foto mais cara já vendida no mundo: por “meros” US$6.5 milhões. Conheçam “Phantom”:

The Phanto Peter Lik Viza Travellers

A galeria de Lik em Las Vegas foi sua primeira nos Estados Unidas. Foi lá que ele começou seu trabalho de impressão e venda de fotografias em grandes formatos, depois de se mudar pra cidade em 1994. Hoje são 15 galerias espalhadas pelos Estados Unidos e uma na Austrália . A soma das vendas de suas fotos chegam a US$400 milhões :O. Enfim, deu pra entender que o cara tem talento, né?

 

Peter Lik Viza Travellers

Peter Lik Viza Travellers 3

O mais legal é que eu não sabia de nada disso quando entrei de forma aleatória por essa galeria em Las Vegas [ela fica à beira de um canal do Venetian, e, sim, dá pra chegar até lá de gôndola]. Bastou olhar a primeira foto para me maravilhar. Além disso ele usa uma técnica de impressão diferenciada chamada “acrylic face mounting”, ou seja, a foto é montada diretamente em contato com o acrílico  [aparentemente o acrílico tem propriedades únicas que permitem à refração da luz, iluminando a imagem na “luz correta”]. Nessa foto, por exemplo, a luz muda completamente, conforme a intensidade da iluminação do ambiente. Pode parecer um amanhecer ou entardecer. Pessoalmente é muito incrível.

Peter Lik Viza Travellers 4

Se você não é fotógrafo (assim como eu) isso tudo pode parecer estranho ou não fazer muito sentido na teoria. Mas se quiser tirar a dúvida, na sua próxima viagem, não deixe de conferir o trabalho desse cara, porque é de cair o queixo.

Peter Lik Viza Travellers 5

Peter Lik Viza Travellers 6

Peter lik Viza Travellers 7

Peter Lik Viza Travellers 8

 

 

Se quiser saber mais sobre o Lik, confira a entrevista recente que deu ao NY Times.

Alguém aí também já caiu numa galeria dele sem querer e acabou se encantando? 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *