Onde comer em Vancouver

Uma das coisas que mais gostamos de fazer em viagens é experimentar bons restaurantes locais. E, não, você não precisa pagar o olho da cara pra isso. É verdade que comer num lugar melhor sai mais caro do que comer em franquias, por exemplo, principalmente em grandes cidades, como Vancouver. Mas você pode se surpreender (positivamente) com os valores que vai pagar para comer (muito) bem na cidade mais cara do Canadá. Durante nossa estadia, nós escolhemos um local top para o café da manhã, outro para o almoço e um último para o jantar, de forma a aproveitar a gastronomia da cidade. Tentamos variar nos dias, pra realmente não pesar o bolso. Vamos lá?

Café Medina – Café da manhã pra aguentar um dia cheio de andanças

Uma das cafeterias mais badaladas da cidade fica no centro da cidade, com fácil acesso por transporte público. Oferece opções de brunch (uma espécie de café da manhã mais elaborado) a partir de $12 dólares canadenses, que vão te ajudar a aguentar bem o pique do dia. Mais uma bebida, um café latte por exemplo, e você vai gastar o total de $20 doláres pra tomar um PUTA café da manhã. No Tim Hortons (o StarBucks canadense), você vai gastar pelo menos $8 dólares num café comum e um bagel gorduroso com bacon e ovo.

Harissa Burger Café Medina
Olha aí o prato do Júlio, o Harissa “Burger”: ovos fritos, carne com tempero a base de limão e harissa num pão sírio grelhado, molho de tomate, parmesão, grão de bico, baba ganoush e folhagens. Imagem Follow me Foodie.
Saumon Fume Cafe medina Vancouver
Minha pedida: “Saumon Fume”, com ovo frito, salmão selvagem com cream cheese, abacate, pimentões e folhas num pão ciabatta. Imagem

Minami Restaurant – Aquele almoço japonês que vale cada centavo

Não dá pra ir a Vancouver e não ir a um Japonês. Os asiáticos estão por toda a parte na cidade e possuem vários e [alguns excelentes] restaurantes orientais. O Minami foi a melhor comida japonesa que comemos na cidade e pela qual pagamos cerca de $60 dólares o casal (incluindo bebidas e serviço). O serviço é à la carte e as opções pra almoço são mais limitadas do que pro jantar. No entanto era nosso último dia, e estávamos loucos pra ir lá desde que chegamos e ouvimos da fama do lugar.

Sushi em Vancouver
Aburi Salmon Oshi: Sushi de salmão selvagem e jalapeño
Restaurante japonês Vancouver
Kaisen Soba Peperoncino: macarrão japonês com frutos do mar, shitake, jalapeño e molho shoyo. Imagem daqui.

Pra babar mais um pouquinho:

         

Imagens e vídeo do site oficial.

Absinthe Bistro – Boa comida num bistrô super charmoso da cidade

Esse restaurante francês é uma excelente opção pro jantar. O local é íntimo e tem poucas mesas, por isso é bom reservar com antecedência (eu fiz com 2 semanas de antecedência por e-mail). Por $33 dólares (+ gorjeta) por pessoa é possível pedir entrada e prato principal ou prato principal e sobremesa. Eu e o Júlio fomos lá no nosso primeiro dia em Vancouver pra comemorar nossa aniversário de casamento. A comida estava ótima e eles ainda serviram um couvert por conta da casa (que acabou servindo de entrada pra gente). Não, não é barato, mas achei razoável, principalmente porque dificilmente se paga menos de R$ 70 por pessoa pra comer num restaurante mediano em Brasília, por exemplo.

Cordeiro no Absinthe Bistro
Cordeiro assado ao molho de vinho tinto com cebolas salteadas e purê de nabo. Imagem.
Chocolate Lava Cake Vancouver
Sobremesa: chocolate lava cake. Imagem.

Enfim, comer bem é um luxo do qual não abro mão. Claro que tiveram dias daquelas pizzas de “boteco” e de café da manhã mais barato também (no Tim Hortons), mas é um gasto que priorizo em detrimento de compras, por exemplo. Até porque, como eu disse anteriormente, em termos de valores exorbitantes, comer em “casa” (Brasília) sai ganhando dos restaurantes “caros” de Vancity.

Fala sério, com esses pratos, quem não abriria mão de uns gastos extras, né? ;p

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *